Resenha – Jamais Subestime o Desejo, Melanie Milburne

Resenha - Jamais Subestime o DesejoTítulo: Jamais Subestime o Desejo
(Os Irmãos Caffarelli 02)
Autora: Melanie Milburne
Editora: Harlequin
Páginas: 192

Sinopse:
Este Caffarelli finalmente encontrou uma mulher capaz de desafiá-lo? Milionário e com uma vida de playboy, Raoul Caffarelli sempre viveu em alta velocidade. Mas quando um acidente o prende a uma cadeira de rodas e ele tem de aceitar os cuidados de uma mulher cuja beleza o assombra, a raiva e a frustração o consomem. Acostumada a lidar com pacientes difíceis, a fisioterapeuta Lily Archer não se intimida perante a arrogância de Raoul, tampouco se deixa distrair por seu físico divino. Experiências traumatizantes fizeram com que ela jurasse jamais sucumbir à sedução de um homem. No entanto, Lily e Raoul subestimam a força da paixão que se apoderou de ambos, pois sabem que suas cicatrizes físicas podem sarar, mas alguns ferimentos são bem mais profundos…

Banner Resenha - Jamais Subestime o DesejoLogo quando li a sinopse desse livro, fiquei imaginando o que aconteceria durante a história desse casal, quais segredos obscuros estariam por trás da beleza delicada de Lily. O que teria acontecido com ela? Partindo dessa curiosidade que o livro me despertou, logo comecei a leitura e terminei algumas horas depois.
A história é linda, densa, emocionante, forte e bem real, a autora deixou um pouco de lado o conto de fadas e foi para a vida real, mas sem deixar de acrescentar muita paixão e desejo em cada página.

Jamais Subestime o Desejo” é o segundo livro da trilogia “Os Irmãos Caffarelli”, onde vamos conhecer o irmão do meio, Raoul Caffarelli um playboy milionário que nunca se preocupou com nada, mas depois de um grave acidente esquiando na água, ele acaba com um lesão na coluna e fica numa cadeira de rodas. Ele estava noivo de uma bela mulher com a qual se casaria, não por amor, mas porque ela combinava com seu estilo de vida. Logo depois do seu acidente, sua noiva o abandona e Raoul, sem amigos e trancado em sua residência, queria ficar longe de tudo e de todos. À sua revelia, seu irmão mais velho contrata uma fisioterapeuta que conseguiu alguns resultados positivos com pacientes que estavam na mesma condição de Raoul.

Lily é uma excelente profissional e despertou a atenção do irmão de Raoul, que depois de muito tentar, conseguiu convence-la a ir trabalhar na casa do irmão por um mês. Mas Lily nunca trabalhava com homens, trabalhava sempre com crianças e mulheres, e essa mudança fez com que toda a sua vida ficasse de pernas para o ar. Ela teria que enfrentar alguns fantasmas do passado para poder ter coragem de trabalhar com alguém do sexo masculino, mas ao saber que com esse emprego ela poderia ajudar financeiramente a mãe, Lily aceita o trabalho.

harlequin jamais subestime o desejoO encontro de ambos não é nada agradável, Lily não queria estar ali tão próxima de um homem como Raoul e ele não a queria por perto. Depois de alguns desentendimentos, Raoul acaba aceitando a presença de Lily e as suas sessões de fisioterapia, mesclada com uma alimentação mais saudável e vitaminas, mas o comportamento arredio e arisco de Lily desperta a atenção de Raoul que se vê repentinamente interessado na fisioterapeuta que faz de tudo para não ser notada, desde os cabelos puxados para trás até as roupas largas que escondem o formado esbelto do seu corpo. Não adianta muito, Raoul percebe a sua beleza, sua delicadeza, sua sinceridade e aos poucos tenta transpor a fortaleza que Lily criou a sua volta e percebe que está ficando apaixonado por essa misteriosa mulher.

"Ele era um amante habilidoso e apaixonado. Era um homem decente, respeitoso e gentil. E Lily estava apaixonada por ele"
(pág. 159)

Um noite, depois de uma breve discussão com Raoul,  Lily não consegue dormir e decide nadar um pouco na piscina, mas os poucos momentos de tranquilidade se tornam apavorantes quando ela percebe que Rauol está ali na beirada da piscina, tão próximo dela… Ele poderia notar algo que ela não gostaria de comentar e foi exatamente isso que aconteceu...

Lily acaba contando seus segredos mais obscuros, o que deixa Raul com o coração cortado e ainda mais apaixonado por ela.

O casal dessa história é lindo, forte, cheios de traumas e segredos, ambos necessitam um do outro e juntos tentarão enfrentar esse furação que está em suas vidas, empurrando a nuvem negra que paira sobre ambos e fazendo o sol brilhar novamente.

Comentário:
Esse história me lembrou um outro livro chamado “A Mensageira da Felicidade", de Debbie Macomber, outra história bela e  inesquecível.

Capas:
never underestimate a caffarelli2 never underestimate a caffarelli 1

Melanie MilburneSobre a autora:
Cresceu numa fazenda em Sydney, cercada de animais e sonhando em se tornar uma enfermeira. O único problema era que ela não suportava sangue e acabou optando por seguir carreira como professora. Após se mudar para a Escócia com o marido, decidiu parar de lecionar, voltou a estudar, porém sentia que faltava alguma coisa. Começou a escrever e encontrou sua nova carreira. Ela aconselha a todos os que aspiram ser escritores a ler muito e escrever, escrever e escrever.

17 comentários:

  1. Amo os livros da harlequin,
    os personagens na sua maioria sempre me cativam,
    consegui parceria com a editora esse mês e espero desfrutar de muitas leituras como essa.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem personagens que são lindos mesmo!
      Que bom que você conseguiu a parceria, parabéns!! \o/

      Excluir
  2. Reforço o que venho escrevendo, pelas resenhas de romances Harlequin... Vou puxar a minha orelha por ainda não ter lido nenhum livro da Editora!
    Adorei a resenha linda!
    Bjos
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ni
      No nosso próximo encontro vou te levar um livrinho da Harlequin para colocar você no bom caminho rsrsrs

      Excluir
    2. Ah olha eu me metendo, rsrsrs....que encontro é esse? De blogueiros literários? Me avisem, que me mando pro Rio rsrsrs.

      Excluir
  3. Respostas
    1. rsrsrs ele é um fofo mesmo, um doce

      Excluir
  4. Curti a resenha, mais como no curto o estilo, vou passar e quem sabe mais pre frente venho ler
    Brubs
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru
      Que que você curtiu a resenha, já é um passo para começar a se apaixonar por romances de banca :)

      Excluir
  5. Ah esse livro não poderia ter nome melhor, sugestivo e verdadeiro, faz muito tempo que não leio nada da Harlequin, por falta de tempo, preciso aprender a organizar meu tempo melhor.
    Fiquei curiosa pra saber que segredo é esse do passado de Lily que levou a trabalhar somente com crianças e mulheres.

    Até mais.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  6. Oi Renata, tudo bem?
    Não conhecia os livros desses irmãos, e já fiquei doida para conferir. Como a banca daqui não tem títulos atuais, irei procurar na internet mesmo. Deixou-me curiosa sobre esse segredo. Parece ser um livro onde os personagens se desafiam, possuem personalidade forte e decididos. Estilo duros na queda. Chamou-me mais atenção o fato da autora não ficar criando contos de fadas, e sendo realista com sua trama.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi Renata, eu também adoro livros de banca, e adorei sua resenha. A história parece ser linda, e já vou colocar este entre os meus desejados. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Rê :)
    Não li nada dessa autora e já fiquei na curiosidade. Fiquei imaginando o tamanho do orgulho ferido desse mocinho em ser tratado por uma mulher. rs E Lilly não parece ser essas mocinhas mosca morta, coisa que eu odeio (tem coisa mais chata que personagem sem iniciativa e carisma? ). Certeza que será uma leitura inesquecível para mim também.
    http://www.coisasdemeninas.blog.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi,Re!
    Não tenho o costume de ler livros de banca, nem sei bem o motivo, mas confesso que fico tentada. Gosto da química que, normalmente une os casais. Tenho que deixar um pouco o preconceito da estética de lado para conhecer de perto esse tipo de romance. O gênero me agrada bastante.
    Gostei desse livro.

    Bjs!
    Zilda Peixoto
    Tem resenha no blog também.
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Renata!
    Não sou muito fã de livros de banca... eles não me atraem muito, infelizmente .
    Mas adorei a sua resenha! A escrita da autora parece ser muito boa :)
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Re.

    Ainda não conhecia o livro, mas sua resenha me deixou com muita vontade de ler ele. Quando o fizer espero gostar.

    Beijos
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá Renata,

    Gostei muito da sua resenha, parece um livro interessante, mas não me despertou curiosidade....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir