Resenha – A Primeira Chance, de Abbi Glines

A primeira chance
Título:  A Primeira Chance
Autor: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Sinopse: Harlow é uma jovem incomum. Filha de um astro do rock, a garota bonita e inocente nunca se aproveita da fama do pai e prefere levar uma vida sossegada. Mas seus dias de tranquilidade terminam quando ele sai numa longa turnê de nove meses e ela vai passar esse tempo na Flórida com sua meia-irmã Nan. O problema é que Nan a odeia. Acostumada a ser o centro das atenções, ela morre de inveja de Harlow, que, além de ser a queridinha do pai, atrai os olhares masculinos por onde passa. Harlow não entende por que Nan a maltrata tanto, mas acha melhor se esconder atrás de seus livros e passar o maior tempo possível no quarto para não correr o risco de provocar sua ira. Porém seus planos vão por água abaixo quando ela esbarra com Grant Carter de cueca na cozinha. Grant cometeu um erro terrível ao passar uma noite com Nan, sua ex. Ela conhece seus pontos fracos e sabe seduzi-lo, mas ele se arrepende por ter caído em tentação. E logo no dia em que conhece Harlow, a garota que faz seu coração acelerar. Grant está desesperado para conquistá-la, mas será que destruiu suas chances antes mesmo de conhecê-la? Só o que Harlow quer dele é distância. Afinal, que tipo de pessoa se envolveria com uma criatura amarga feito Nan?

Resenha - A primeira chance
A Primeira Chance faz parte é o primeiro livro Série "Chance", que está dentro da Saga "Rosemary Beach", da autora Abbi Glines. O que dizer sobre esse livro… eu adorei, da mesma forma como adorei todos os outros da Abbbi, ela é uma autora maravilhosa e dá para perceber que ela realmente ama escrever, pois suas histórias são tão incríveis e os acontecimentos e relacionamentos tão reais que não tem como não se apaixonar. Então, se você já leu algum livro da Abbi e gostou, pode ler esse que com certeza você vai gostar também e se ainda não leu e gosta de um bom romance, cheio de paixão e reviravoltas, leia os livros da Abbi, pois você vai se apaixonar.

Nessa história vamos conhecer melhor a meia irmã da antipática Nan. As duas irmãs não se dão nada bem, são extremamente diferentes, como água e óleo. Nan é impulsiva, má, chata e mesquinha e Harlow é romântica, suave, doce, apaixonada, adora ler, não tem amigos e quase nunca sai de casa.
Nan tem um relacionamento conturbado com Grant Carter mas na verdade Nan não costuma namorar ninguém, ela sempre está com alguém diferente e Grant aceita esse jeito livre de Nan. Apesar de não serem namorados, eles acabam sempre dormindo juntos quando Nan o chama.
Gran Carter é um homem com sérios problemas de relacionamentos, prefere não se envolver com ninguém, pois não sabe lidar bem com perdas e prefere não correr riscos, até que ele conhece a meia irmã de Nan... De repente, tudo parece mudar na vida de Grant… Harlow é linda, meiga e suave… uma brisa fresca e leve na vida conturbada de Grant. É por ela que o coração dele dispara toda a vez que a vê…

"
Eu não posso amar uma pessoa tão completamente a ponto dela segurar meu coração nas mãos. Eu não sou assim tão forte"

Como entrar na vida de Harlow? Ela é tão distante, tão séria… Ele sente que existe uma química entre eles, mas o seu envolvimento com Nan não permite que Harlow se deixe envolver. Até quando Harlow vai conseguir resistir a essa paixão?
O relacionamento de Grant com Harlow é complicado, mas as poucos Grant consegue se aproximar cada vez mais de Harlow e, pela primeira vez, Harlow se permite ter uma amizade mais profunda com Grant, até que ele precisa viajar as pressas e a abandona (o que o faz viajar as pressas é uma coisa grave que acontece no livro Simples Perfeição, não vou falar aqui para não dar spoiler).
Eles acabam ficando afastados por uns dois meses, Grant tenta de todas as formas entrar em contato com Harlow depois da viagem, mas ela fica totalmente longe de seu alcance, até que, certo dia, Grant descobre, da pior forma, que Harlow está hospedada na casa de Nan e continuará durante uns meses.

Grant não perde tempo e tenta se reaproximar de Harlow, mas depois de algumas coisas pelas quais eles passaram vai ser um pouco difícil Harlow deixar que Grant entre na sua vida novamente.
Muitas coisas irão acontecer e vamos descobrindo aos poucos porque Harlow é tão introspectiva e leva uma vida tão reclusa, algumas revelações bombásticas serão feitas e também vamos descobrindo mais sobre a vida complicada de Grant e o porque se seus problemas de relacionamento.

Harlon e Grant2
A narração do livro é feita pelos dois personagens principais e achei isso muito bom porque podemos acompanhar o ponto de vista de ambos e perceber quando realmente eles se sentem arrependidos, apaixonados ou na dúvida quando aos seus sentimentos arrebatadores.

Não posso deixar de citar o Mase, o irmão da Harlow que mora em uma fazenda, longe de tudo e de todos, mas que em um dado momento vem passar uns dias com Harlow. #EleéTudoDeBom (acho que teremos um ou dois livros sobre ele #QueBom)

O interessante dos livros da Abbi é que ela sempre entrelaça os personagens das outras histórias, como se fosse uma série de TV (aliás, Rosemary Beach, poderia facilmente virar uma série de sucesso). As histórias são lindas e perfeitas, cheias de amor, intrigas, reviravoltas, revelações bombásticas, tudo o que faz um livro ficar com a história na medida certa.

E que venha  o próximo livro, estou aqui contando os dias.

Vamos falar um pouco da parte técnica do livro?
Na capa temos a imagem de um casal. A capa é toda fosca com aplicação de verniz (brilho) somente no título do livro. A diagramação interna é simples, mas muito bem cuidada. As páginas foram impressas em papel off-white, o que suaviza a leitura e não cansa os olhos. O livro possui 224 páginas divididas em capítulos com o nome dos personagens "Grant", "Harlow" e prólogo. Parabéns para a editora Arqueiro pelo belíssimo trabalho.

Rosemary Beach 
Capas:
TAKE_A_CHANCE_1389185635P 51vw6bun-kl__bo2204203200_pisitb-sticker-arrow-clicktopright35-76_sx385_sy500_cr00385500_sh20_ou02_ TakeaChance3
Abbi Glines
Sobre a autora:
Abbi Glines nasceu em Birmingham, Alabama. Morou na pequena cidade de Sumiton até os 18 anos, quando seguiu o namorado do colégio até a costa. Atualmente os dois moram com seus três filhos em Fairhope, Alabama. Autora de diversos livros da lista de mais vendidos do The Times, Abbi é viciada no Twitter (@abbiglines) e escreve regularmente no seu blog. www.abbiglines.com 


5 comentários:

  1. Oi Renata!
    Estou com você não abro. Gosto muito da Abbie Glines e não um livro dela que não me apaixone. Li este livro A primeira chance no final de semana passado e estou para postar resenha até amanhã. Harlow e Grant formam um casal que nos conquista e são tantos acontecimentos que preciso que venha logo o próximo livro.
    Linda e bem escrita a sua resenha como sempre.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Irene
      Como não se apaixonar pelas histórias da Abbi, não é?
      Ela tem a magia de criar belas histórias nas pontas dos dedos, ela transpira isso e sentimos a sua mágica em cada página que lemos. *-*

      Excluir
  2. Oi Rê, sua linda, tudo bem
    Eu gostei muito da nossa capa, mas pela descrição da personagem, prefiro a capa dessa casal de mãos dadas, em que não aparece o rosto deles, achei mais romântica. O que falar depois dessa resenha, estou apaixonada e nossa, como a autora é má,ela coloca muitos obstáculos para separar o casal, esse envolvimento dele com a Nan pelo visto será uma possível intriga que pode separar os dois. Acredita que até agora não li nenhum livro, é justamente por saber que as séries se entrelaçam, então, estou comprando os livros e assim que a coleção estiver completa lerei tudo de uma única vez. Adorei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada da Abbi Glines! Oh céus, a cada resenha nova de seus livros penso que preciso remediar isso URGENTEMENTE porque todos dizem que os romances dela são ótimos e envolventes!


    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
  4. Tenho a primeira série que Abbi escreveu, mas não é surpresa dizer que ainda não li... Gostei desse. O tapsz que nunca se apaixona, atrair-se justamente por uma irmã que se odeiam. Vai dar panos pras mangas
    Bj
    Ni
    http://ciadeleitor.blogspot.com

    ResponderExcluir