Entrevista com o autor Chaiene Barbosa

A Modo disponibilizou para o blog uma ótima entrevista com Chaiene Barbosa, autor do livro Os Filhos do Tempo.

entrevistas

Entrevista com Chaiene Barbosa
Chaiene Barbosa

Como iniciou a sua carreira com a Literatura?
Comecei a me interessar por literatura desde criança, pois tive ótimos professores de português que sempre escolhiam bons livros para nossa leitura mensal. Em seguida pediam que elaborássemos um texto tipo reescritura, que estimulava nosso aprendizado. Comecei a escrever o livro Os Filhos do Tempo, depois de muitas conversas que aconteciam entre amigos e familiares nos fins de semana, onde expúnhamos nossas ideias. Assim, a vontade de escrever e expor minhas ideias fez com eu adentrasse no mundo literário.

Existiu a influência de alguma personalidade artística em sua escrita, ou se fez por si?
Gostei muito de ler “Iracema” de José de Alencar, “Memórias Póstumas de Brá Cubas” de Machado de Assis e “Éramos Seis” de Maria José Duprè. Eu penso que o modo como escrevemos é fruto de toda uma vida, dos livros que lemos, autores que admiramos e a própria educação que ganhamos de nossos pais e professores, que na verdade são as pessoas mais importantes de nossa vidas.       


Existiu algum fato envolto na área literária que marcou sua carreira? Conte sua experiência.
Quando fazia algum comentário sobre minhas ideias nos cursos que fazia, sempre os outros alunos e professores pediam que eu fosse a frente do quadro para explicar o assunto e a maior parte gostava do que ouvia. Isto me estimulou muito a escrever.

Qual o tema que você gostaria de escrever e ainda não ousou?
Eu estou escrevendo um livro sobre a vida de um médico, que é transformada por um crime de uma pessoa que ele amava muito. É um romance com suspense.

Quem são seus grandes ídolos escritores?
Fiódor Dostoiévsky e Machado de Assis, além de muitos outros.

Como é seu relacionamento com suas personagens?
Eu procuro manter o desenvolvimento focado no assunto principal, mas eu gosto muito de colocar os personagens passando por situações cotidianas. Acho que isto deixa a narrativa mais interessante.

Como é seu relacionamento como autor, com o mundo longe da escrivaninha?
Gosto muito de trabalhar e curtir minha família. Aprecio novos conhecimentos e tento relaxar para quebrar um pouco a rotina do trabalho. A literatura me ajudar a relaxar e aprender ao mesmo tempo.

Qual a linha literária que hoje escreve e como se relaciona com essa linha?
Comecei escrevendo sobre ficção científica juvenil, mas acredito que o assunto vai atingir um público bem eclético. Gosto muito de livros e filmes sobre aventuras e ficção. Estimula a mente a viajar nas ideias.

De onde, em sua opinião, vem o maior apoio e incentivo aos autores nacionais?
Acredito que as Editoras estão começando a acreditar mais na literatura nacional. Todos unidos, editoras, autores e governo, que deve ser o grande fomentador da cultura, devemos caminhar juntos para colocar o Brasil onde merece estar no mundo globalizado: uma nação desenvolvida, com muito investimento em educação e grandes ideias.

Como é seu relacionamento com seu público leitor?
Estou muito interessado em saber o que as pessoas vão pensar sobre o que escrevo. Acredito que esta interatividade é o grande benefício que podemos adquirir juntos.

Sob seu ponto de vista, o que atrai mais o leitor para a leitura de um livro?
A curiosidade, ideias inovadoras e a interpretação dos sentimentos humanos, pois quando estes nos tocam, a mente fica mais interessada.

De onde vem sua inspiração? Tem algum costume ou ritual antes iniciar a escrita de um novo livro?
Quando estou relaxado, as ideias aparecem. Ler e escrever fazem bem a alma humana.
clip_image001

 Recado do autor ao leitor:
Agradeço muito a oportunidade de mostrar o meu trabalho e gostaria que todos lessem o meu livro e que enviassem suas opiniões a respeito de meu livro. Muito obrigada.
Email: chaiene13bsx@yahoo.com.br
Blog da autor: www.vivendolivroseideias.blogspot.com

6 comentários:

  1. Gostei bastante desse sessão de entrevista, é sempre legal a gente saber como é o desenvolvimento de uma obra.

    Roberta

    ResponderExcluir
  2. Muito legal essa sessão de entrevista, sempre gosto de saber um pouco mais sobre o autor.

    ResponderExcluir
  3. Muito boa a entrevista. Gostei

    ResponderExcluir
  4. Legal a entrevista
    Super bacana

    ResponderExcluir
  5. Bem legal essa idéia de sessão de entrevista.
    Gostei disso, ficamos sabendo mais sobre a jornada do escritor

    ResponderExcluir