segunda-feira, maio 17, 2021

#EscutaEssaTirinha‬ 0277 – Hora do suquinho

Aquele suquinho fresquinho pra começar bem o dia.

Segue uma receitinha de suco de laranja com morango:
(aqui o suco de laranja e o de morango não se misturam no copo)

Primeiro passo:
Esprema 6 laranjas e adoce ao seu gosto
Depois bata no liquidificador 6 morangos congelados, com 100ml de água e adoce ao seu gosto

Preparo:
Em um copo alto, coloque primeiro o suco de laranja e depois o suco de morango e é só servir!

Qual a sua receita de suco favorita?

sábado, maio 15, 2021

Resenha Literária – A Prisioneira do Tempo, Kate Morton

Título: A Prisioneira do Tempo
(The Clockmaker’s Daughter)
Autora: Kate Morton
Editora: Arqueiro
Compre aqui (afiliado Amazon) 

Sinopse: No verão de 1862, um grupo de jovens artistas liderado pelo talentoso e passional Edward Radcliffe segue para Birchwood Manor, uma bela casa de campo às margens do rio Tâmisa. O plano é passarem um mês isolados em uma aura de inspiração e criatividade. No entanto, ao fim do verão, uma mulher está morta e outra desaparecida, uma herança inestimável se perdeu, e a vida de Edward está arruinada. Mais de 150 anos depois, Elodie Winslow, uma arquivista de Londres, descobre uma bolsa de couro contendo dois itens aparentemente sem conexão: a fotografia de uma mulher de aparência impressionante, vestida em roupas vitorianas, e o caderno de desenho de um artista, que inclui o rascunho de uma grande casa à beira de um rio. Por que Birchwood Manor parece tão familiar a Elodie? E quem é a linda mulher na fotografia?

Banner Resenha A Prisioneira do tempo

Nem preciso dizer que essa sinopse me conquistou no primeiro instante!
Um mistério, uma mulher desaparecida e outra morta. 150 anos depois uma arquivista encontra uma bolsa com uma foto de uma bela mulher e um caderno de um artista com uma grande casa desenhada e estranhamente essa casa lhe parece familiar…

Pronto, fiquei com esse enredo na minha cabeça e precisei ler esse livro com urgência pra saber o que realmente aconteceu! Pois é, não sou nem um pouco curiosa, não né?

A história começa um pouco devagar, mas estranhamente somos chamados para dentro do enredo e, quando vemos, já estamos envolvidos com os personagens, seus mistérios, romances e tragédias. Viajamos através de tempo, em uma dança perfeita entre o passado e o presente que desliza pelas páginas de forma deliciosa.

Eloise Wisnlow trabalha em Londres como arquivista e durante um de seus dias de trabalho, nota uma caixa que ainda não foi catalogada. Dentro da caixa Eloise encontra um caderno de desenho e uma foto de uma mulher, tudo muito antigo. Mas o que lhe chama mais a atenção é uma das pinturas do caderno, que a faz lembrar de uma casa sobre a qual sua mãe contava histórias. Isso deixou Eloise muito intrigada e ela decide descobrir tudo o que puder, pois sente que muitos segredos envolvem aquele cenário.

foto-livro-tempo

Em 1862, Edward Radcliffe (o pintor do caderno de desenhos) resolve passar o verão em Birchwood Manor, uma casa de campo às margens do rio Tâmisa, com seus amigos artistas, sua irmã e sua musa inspiradora Lily, pois aquele seria o cenário perfeito para seus desenhos e pinturas. Tudo acaba se tornando um pesadelo quando uma mulher morre, outra desaparece sem deixar vestígios e uma joia simplesmente some!

Temos então o nosso enredo formado, e claro que Eloise vai procurar saber a fundo tudo o que aconteceu e que ligação ela tem com tudo isso.

Vamos acompanhando o desenvolvimento da história tanto no passado quanto no presente e como tudo pode ter acontecido. Durante a leitura, vamos criando teorias a partir do momento em que vamos explorando e descobrindo mais informações e isso é delicioso de se ler. Não tenha pressa nessa leitura, esse é um livro para ser apreciado com calma em seu desenrolar até as revelações finais.

Quem conhece Kate Morton, sabe que seus livros são um pouco longos, mas valem a pena ler, pois são repletos de amor, mistérios e segredos… Uma leitura que te instiga e ao mesmo tempo te diz para ir com calma a apreciar a vista e apreciar a leitura... Então sente e saboreie calmamente essa leitura.

Vamos falar um pouco da parte técnica do livro?
Na capa temos uma guirlanda de flores com o título e o nome da autora na parte de dentro. A diagramação interna é linda e muito bem cuidada. As páginas foram impressas em papel off-white, o que suaviza a leitura e não cansa os olhos. O livro possui 448 páginas.
Parabéns para a editora Arqueiro pelo trabalho encantador.

Capas estrangeiras:
A Prisioneira do Tempo 01   A Prisioneira do Tempo 02   A Prisioneira do Tempo 03   A Prisioneira do Tempo 04

page23Sobre a autora: Kate Morton é uma autora premiada e frequenta as listas de mais vendidos em todo o mundo. Seus livros venderam mais de 10 milhões de exemplares em 42 países, sendo traduzidos para 34 idiomas. Dela, a Editora Arqueiro publicou A casa do lago e O jardim esquecido. Criada nas montanhas de Queensland, na Austrália, Kate é formada em arte dramática e literatura inglesa, especializada em tragédias do século XIX e em romances góticos contemporâneos. Atualmente vive com o marido e os filhos em Londres.     


Book Trailer:

Arqueiro parceria

quinta-feira, maio 13, 2021

Filme Adaptação – A Mulher na Janela

A Mulher na Janela Adaptação

A adaptação de A Mulher na Janela, que conta com Amy Adams no papel da protagonista, é baseada no livro de mesmo nome, escrito por A.J. Finn, estreia amanhã na NETFLIX.⠀

Já li o livro e gostei, o autor é fã do Hitchcock, então teremos nesse filme um toque de Janela Indiscreta.

Os atores Julianne Moore e Gary Oldman também estão no elenco.

Agora o livro faz parte da coleção Pop Chic da Editora Arqueiro!
Compre aqui (afiliado Amazon)

Quer saber um pouco mais sobre o livro, acesse a Resenha aqui

Trailer oficial | Netflix

segunda-feira, maio 10, 2021

sábado, maio 08, 2021

Sorteio de Livros

Sorteio

Chegando com um super sorteio no Instagram para vocês!

Prêmios:
4 livros e 1 ganhador

Vai ficar de fora?

Para participar clique aqui

Atenção às regras!

Boa sorte

quinta-feira, maio 06, 2021

Resenha Literária – Quatro Amores na Escócia, de Julia Quinn e autras

Título: Quatro Amores na Escócia
(Scottish Brides)
Livro Único
Autoras: Julia Quinn, Stephanie Laurens, Christina Dodd e Karen Ranney
Editora: Arqueiro
Compre aqui (afiliado Amazon) 

Sinopse:
Terra de lendas ancestrais e de belezas selvagens, a Escócia tem o poder de despertar o romantismo. As vozes mais potentes dos romances de época se unem nesta coletânea de contos para apresentar quatro jovens prestes a descobrir o amor nesse lugar indomável, repleto de clãs, honra e paixão.

     
     
     
     
     
     
     
     
     
        

Banner Quatro amores na escócia escuta essa
Quatro amores na Escócia
é um livro único, escrito por quatro autoras maravilhosas, que deram um toque todo especial ao livro: Julia Quinn, Stephanie Laurens, Christina Dodd e Karen Ranney.

Que quarteto perfeito de autoras! Que histórias de época gostosas de se ler! Leves, divertidas e emocionantes!

Nesse livro temos quatro histórias de romances de épocas, todas curtinhas e maravilhosas!
Vou contar um pouquinho sobre cada uma delas.


O Kilt MatrimonialA primeira história é “O Kilt Matrimonial” da Christina Dodd, onde acompanhamos Andra MacNachtans, uma jovem escocesa que a algum tempo atrás conheceu Hadden. Ele foi até a sua propriedade fazer um trabalho, eles se envolveram e Hadden a pediu em casamento mas Andra não aceitou e o mandou embora e Hadden assim o fez. Depois de um tempo, após um empurrãozinho de uma amiga, Hadden acaba voltando a propriedade de Andra, com a desculpa esfarrapada de ver o Kilt Matrimonial, e é nesse momento que os empregados acabam prendendo os dois no sótão por uma noite. 
   
O conto é praticamente passado todo em uma noite só, com eles trancados no sótão tentando reatar o relacionamento, com algumas cenas bem apaixonadas e em alguns momentos temos a lembrança do primeiro encontro deles a algum tempo atrás. Queria que a história tivesse sido um pouco maior, mas gostei bastante.

A primeira história é um spin-off da Duologia “Well Pleasured” escrita pela autora, onde Hadden é o irmão de Lady Mary Fairchild. Ele aparece, mas a sua história não foi contada e em “O Kilt Matrimonial” ficamos sabendo dos babados. Claro que já fiquei curiosa pra saber mais sobre esse série, né? E fui pesquisar.

Duologia: Well Pleasured
Well Pleasured 01 - A Well Pleasured Lady
Well Pleasured 02 - A Well Favored Gentleman

duologia

O Desabrochar de Rose”O Desabrochar de Rose”, é a segunda história escrita por Stephanie Laurens, e aqui temos uma história de amor, onde o casal já se conhecia desde criança.

Duncan Roderick, o terceiro conde de Strathyre, cresceu praticamente ao lado de Rose que passou a infância toda como um espinho na vida de Duncan. Por ser mais nova, Rose vivia atrás dele o tempo todo enchendo a sua paciência. Após doze anos longe um do outro eles se reencontram e esse momento é praticamente um abalo sísmico para ambos! Duncan nem acredita que aquela menina chatinha se tornou um belíssima mulher e Rose o acha maravilhoso!

Que casal mais lindinho, gente!!  Adorei os personagens, a mocinha é firme e não se deixa intimidar fácil e o mocinho é um escocês maravilhoso. Essa história é tão fofa e tão gostosa de ser ler, que merecia um livro todo só pra ela.

O Casamento está no ArA terceira história é “O Casamento está no Ar” de Julia Quinn, e aqui temos um irmão que fugiu pra casar e gerou uma grande confusão!

Margaret Pennypacker descobre que seu irmão fugiu para se casar e não pensa duas vezes antes de ir atrás dele para impedi-lo de fazer uma besteira. No caminho quase tudo acaba acaba acontecendo, ela foi roubada, choveu e agora Margaret está toda molhada e enlameada, completamente cansada e ainda tem que lutar com três homens que tentam atacá-la. É nesse momento que nosso poderoso mocinho, Angus, que está de passagem, vê toda a confusão e a salva. Constatando o estado lamentável em que a moça se encontra, Angus a leva até uma hospedaria e sem saber o que dizer ao dono, inventa que são casados.

Claro que teremos dois personagens fortes e com diálogos inteligentes e divertidos nessa história, com certeza queria um livro todo pra essa história também.

Irmãos são sempre assim, acabam se envolvendo nas trapalhadas um do outro, tentando ajudar ou salvá-los de alguns destino perigoso, e na verdade acabamos esquecendo que nós também podemos nos meter em encrencas, mas o destino sempre dá um jeito de ajudar quem tem o coração cheio de amor e bondade, e coloca um anjo no caminho. No caso de Margaret o anjo na verdade foi um cupido ;)

!Imagem-dentro-do-post

A noiva de Glenlyon, de Karen Ranney é a última história e fecha muito bem o livro, porque eu amo um conta de fadas e essa história é inspirada na Cinderela. A diferença é que nessa história é o mocinho que precisa de casar por dinheiro para salvar o seu clã. Claro que ele nem conhece a jovem com que tem que se casar e por conta disso resolve invadir a propriedade para conhece-la e quando a vê fica apaixonado!

O que ele não sabe, é que, na verdade, a bela garota que viu é a empregada da casa, a jovem Janet, escocesa e muito bela, mas sem nenhum dote… Sem nenhum dinheiro…

Será que ele vai seguir o coração?

Que história linda! Sou apaixonada por histórias inspiradas em contas de fadas e essa não ficou atrás. Adorei a personalidade de Janet, sempre sonhando em ser livre e voltar para o lugar onde nasceu e Lachlan, por sua vez, revoltado com o destino. Duas pessoas que não podem ficar juntas, mas que o universo conspira para uni-las.

As autoras desenvolveram muito bem as histórias, o livro é maravilhoso e reuniu contos de amores impossíveis, amigos que se veem apaixonados, amor de conto de fadas, uma paixão mais ousada com cenas mais ardentes, isso tudo com muito leveza, diversão e personalidade.

Adorei cada uma das histórias!

Que venham mais livros fofos assim, para aquecer nossos corações.

Vamos falar um pouco da parte técnica do livro?
Na capa temos um close dos pés de uma dama calçada com um scarpin forrado com tecido xadrez e aplicação de verniz (brilho) no título do livro. A diagramação interna é linda e muito bem cuidada. As páginas foram impressas em papel off-white, o que suaviza a leitura e não cansa os olhos. O livro possui 288 páginas.

Parabéns para a editora Arqueiro pelo belo trabalho.

Capas estrangeiras:
Scottish Brides 1   Scottish Brides2   Scottish Brides3

Autoras

Sobre as autoras:
JULIA QUINN começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já passaram da marca de 15 milhões de exemplares vendidos, sendo mais de 2 milhões no Brasil. Seus romances já foram traduzidos para 37 idiomas
CHRISTINA DODD cria mundos repletos de suspense, romance e aventura, com os personagens mais notáveis da ficção contemporânea. Seus 50 livros foram traduzidos para 25 idiomas e ela já ganhou prêmios RITA e Golden Heart. KAREN RANNEY começou a escrever aos 5 anos. O tempo que passou no Japão, na França e na Itália serviram de combustível para sua imaginação, e hoje seus livros estão nas listas do The New York Times e do USA Today. STEPHANIE LAURENS começou a escrever como uma válvula de escape do mundo da ciência, um hobby que logo se transformou em uma carreira. Seus livros conquistaram o mundo todo e hoje ela é uma das autoras de romances de época mais querida dos leitores.

Book Trailer:
   
 

Arqueiro parceria