Resenha – Como Ser Mulher, de Caitlin Moran

Escuta Essa - Capa Como Ser MulherTítulo: Como Ser Mulher
Título original: How to be a Woman
Autor: Caitlin Moran
Editora: Paralela (Compahia das Letras)
Páginas: 240
Adicione ao Skoob

Sinopse:
Nunca houve época melhor para ser mulher. Elas podem votar, têm a pílula, estão no topo das paradas musicais, são eleitas presidentes e primeiras-ministras e não são acusadas de bruxaria e queimadas desde 1727. Entretanto, algumas perguntinhas incômodas persistem: Os homens no fundo as odeiam? Como elas devem chamar os próprios peitos? Por que as calcinhas estão ficando cada vez menores? E por que as pessoas insistem em perguntar quando elas vão ter filhos? Em Como ser mulher, Caitlin Moran responde a essas e muitas outras perguntas que mulheres modernas no mundo todo estão se fazendo.
leia aqui um trecho do livro



Resenha - Como ser mulher

Recebi esse livro através parceria com a editora Paralela no final do ano passado e li rapidamente, ele é bem leve e a leitura flui naturalmente, permitindo ao leitor se divertir e refletir sobre assuntos importantes do universo feminino.
Caitlin conta como foi a sua infância em uma casa com muitos irmãos, as descobertas sobre assuntos femininos na juventude, o relacionamento dela com os irmãos e os pais e como ela lidava com tudo isso.


Minha mãe se abaixa perto de mim e segura o prato à minha frente.
 "Assopre e faça um pedido!", ela diz, toda alegre.
"Não é um bolo", eu digo, "É uma baguete."
"Recheada de cream cheese Philadelphia!", minha mãe diz, toda alegre.
"É uma baguete" eu repito "E só tem sete velas"
"Você está grande demais para bolo", minha mãe diz e assopra as velas por conta própria. "E cada vela vale dois anos!"
"Eu não tenho catorze anos."
"Pare de ser tão fresca!"
Como a minha baguete de aniversário. Está ótima. Adoro Philadelphia.

(pág. 11)


Baguete com cream cheese

Ela fala também sobre machismo, trabalho, peso, amor, maternidade, aborto e muito mais, tudo de forma bem humorada e com um olhar crítico.
Com a mente totalmente aberta ela aborda assuntos delicados de forma clara e sem preconceitos, Caitlin é uma mulher que não tem receio em falar sobre sua vida e sobre o que pensa, ela simplesmente diz.


“Tem gente que tenta fazer parar, é claro: há adolescentes que tentam ganhar tempo regredindo, de maneira agressiva, ao seu eu de cinco anos de idade ficando obcecadas por “coisas de menininha” e cor-de-rosa. Enchem a cama de ursos de pelúcia para deixar claro que não há lugar para sexo. Falam feito bebês para que ninguém lhes faça perguntas de adulto.”
(pág. 13)

Acredito que todas as mulheres deveriam ter esse livro na estante ou pelo menos lê-lo. Para os homens antenados que gostariam de entender um pouco do universo feminino “Como ser Mulher” é uma boa pedida.

Vamos falar um pouco da parte técnica do livro?
A capa combina muito bem com o tema do livro. Nas orelhas do livro, o desenho de fundo é a continuação da capa, onde podemos ler trechos sobre o livro, um pouco sobre a autora e uma foto da Caitlin. A diagramação é simples, mas muito bem cuidada e sem erros, as páginas são creme o que suaviza a leitura e não cansa os olhos. A fonte possui um tamanho bom e as margens são adequadas.
O livro possui 240 páginas divididas em 16 capítulos, além do prólogo, pós-escrito e agradecimentos. Os capítulos não são muito longos e a leitura é rápida.
A editora Paralela está de parabéns pelo ótimo trabalho.

Avaliação: estrelas de avaliação 4

Capas:
howtobeawoman how-to-be-a-woman images


Caitlin Moran
Sobre a autora:
CAITLIN MORAN nasceu em Brighton, na Inglaterra, em 1975, e é a mais velha de oito irmãos. Publicou seu primeiro livro aos quinze anos, e começou a trabalhar como jornalista aos dezesseis, na revista Melody Maker. Apresentou o programa de música pop Naked City, na BBC, e hoje é crítica de televisão do Times, para o qual também escreve a coluna satírica de celebridades “Celebrity Watch”.

30 comentários:

  1. este livro deve ser otimo. Boa dica.
    beijo
    http://mysimplelife10.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Ganhei esse livro na cortesia do skoob e li ele assim que chegou. È um livro com uma história pessoal dela e em alguns momentos chega a ser engraçado. Gosto desses livros meio diários. E também pelo fato que ela cita Lady Gaga. Então os fãs deviam ler também.
    Gostei de falarem sobre ele aqui no blog.
    http://blogmundoimperfeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parece ser ótimo, adorei o post!
    www.espacegirl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Gostei da proposta do livro, boa dica!!

    *bye*

    Louca por Romances

    ResponderExcluir
  5. Oi Re,

    Tudo bem? Se não tivesse lido a sua análise pensaria em um livro apenas com teor feminista, mas há uma leveza na análise crítica dos papéis, que penso que seja fundamental em uma discussão de gêneros.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Re.
    Gostei da dica de livro, os assuntos abordados são bem interessantes.
    Assim que tiver uma oportunidade a leitura será feita.
    Beijos

    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Ola, tudo bem?
    Não conhecia o livro e achei a temática super interessante. Dica anotada.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  8. Oi Renata! Acho que indicado pata todas nós, um livro atual e de conteúdo. A resenha está ótima.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  9. Esse livro é realmente demais, eu já li e recomendo também.
    Parabéns pela excelente resenha, sempre bem apresentada, bem escrita e com imagens que combinam perfeitamente.
    Bjs
    Carla

    ResponderExcluir
  10. Traumatizante essa cena do bolo :D Taí um livro tragicômico e interessante ao mesmo tempo

    ResponderExcluir
  11. Nossa que demais esse livro, preciso ler com urgência, adorei saber sobre ele e não acredito que ainda não o conhecia!
    Perfeita a sua dica, com certeza vou ler.
    Resenha maravilhosa!
    Bjs
    SL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, com certeza você vai gostar :)

      Excluir
  12. Gostei da resenha Renata. A temática é bem interessante e a capa no estilo pin-up uma graça! Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Parece ser um bom livro!! Adorei a capa, preciso comprar o meu!! Afinal, se vc disse que toda mulher deveria lê-lo, eu acredito em vc!!

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Adorei o tema desse livro, amanhã mesmo vou procurá-lo nas livrarias! Mulheres unidas \o/

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Apesar de não fazer muito o meu estilo, o livro parece ser interessante! Se tiver a oportunidade vou conferir.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  16. Caramba, preciso ler esse livro, é do tipo de leitura que eu gosto! Essa da baguete de aniversário foi tudo heim rsrs
    Amei seu resenha, está de parabéns!
    Bjs
    Amanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente o livro tem passagens hilárias :)

      Excluir
  17. O livro parece ser bem interessante. Adoro ver assuntos sobre questões críticas com uma pitada de humor. Prefiro a capa brasileira.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  18. Quero muito ler esse livro, adorei sua resenha.
    A capa brasileira é a melhor ^^
    Beijos
    brubs

    ResponderExcluir
  19. Eu quero muito ler esse livro, já tinha lido uma entrevista da autora e achei ela bem legal e divertida.
    Com certeza vou comprar

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Oi Flor,
    Que tudo esse livro!!
    Adorei o tema que ele aborda e a autora parece saber dosar muito bem o assunto sério com o bom humor.
    Parabéns pela excelente resenha
    Bjs
    Hanna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente ela soube dosar bem o assunto e tem passagens bem engraçadas :)

      Renata

      Excluir
  21. Oi!
    Eu até que não tinha muita vontade de ler esse livro, mas agora fiquei bem curioso. Parece ter uma história interessante e até reflexiva, por causa das críticas.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  22. Oi,Re!
    Eu já tinha era louca para ler esse livro depois da sua resenha então fiquei ainda mais. Amo essa capa e acho o tema escolhido sensacional.
    Parabéns pela resenha. Diva!
    Bjs!
    Zilda
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zi, que bom que vc gostou da resenha, acho que vc vai achar bem legal o livro, tem passagens bem divertidas e outras mais sérias, mas tudo bem leve e com humor.
      Bjs

      Excluir
  23. Olá Re, como sempre conhecendo mais um livro que vai para minha listinha..haha
    Sabemos como ser mulheres, mas, lidar com isso em uma sociedade dividida entre o liberalismo e o "ainda" machismo é dose, temos que "rebolar"!!

    Curiosa pra ler.
    Bjão
    Ni
    @Ciadoleitor

    ResponderExcluir
  24. Oi Rê!
    O histórico da Caitlin Moran é bem interessante, deve ser uma pessoa antenada e com muita história pra contar, já que cresceu rodeada de irmãos! A baguete parece ótima ;)
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma família bem grande, acho que são 7 ou 8 irmãos, a mãe é meia hippie e as vezes a confusão é total :D

      Excluir