Resenha – Drácula, de Bram Stoker

drácula-capaTítulo: Drácula
Autor: Bram Stoker
Tradução: Lúcio Cardoso
Editora: Civilização Brasileira
Páginas: 252
Adicione ao Skoob

Sinopse: Este clássico escrito em 1897 já é muito conhecido do grande público, mas esta versão tem o grande diferencial de ter sido traduzida por Lúcio Cardoso, o que dá ao texto um valor histórico singular. A tradução está há anos fora do mercado, sendo rara até mesmo em sebos. No romance, Jonathan Harker é um jovem advogado enviado ao castelo do conde Drácula, na Transilvânia. Durante a viagem, Jonathan percebe que foi envolvido em uma trama sinistra, cheia de mistério, em que nada é por acaso, e da qual só sairá vivo se for capaz de exterminar o poderoso conde e sua amaldiçoada sede de sangue.




Jonathan Harker viaja até um castelo na Transilvânia onde ele se encontrará com um misterioso Conde interessado em adquirir algumas propriedades na Inglaterra. A hospitalidade se transforma em algo tenebroso e o castelo se torna uma prisão. O Conde viaja para a Inglaterra onde sua presença maligna se alimenta. Uma de suas vítimas é tratada pelo Dr. Van Helsing que reconhece o caráter diabólico da estranha doença que aflige Lucy, amiga de Mina, noiva de Jonathan. O destino de Lucy é hediondo porém menos monstruoso que o de Mina, ligada ao Conde por um ritual de união. Van Helsing, astutamente, resolve usar essa união como recurso para chegar ao inimigo.

As lendas e as histórias do Conde já estão presentes em nosso inconsciente, sua personalidade ameaçadora, sua ferocidade irrestrita e os desdobramentos da sua vontade implacável. Graças ao livro podemos ouvir a voz dos personagens envolvidos diretamente, pois os acontecimentos são encadeados sob a forma de cartas, diários e notícias de jornal, formando uma sequencia de situações e opiniões onde nos é revelado como cada personagem reage a presença do Conde e as consequências de seus atos.

Não temos acesso aos pensamentos do Conde ou suas motivações, o que só aumenta a aura enigmática e imprevisível do seu comportamento. O Conde é uma força que oprime suas vítimas, de maneira absoluta e insidiosa.

A história possui um tom jornalístico e até investigativo, lidando com fatos e pontos de vista diferentes, gerando um documento de época onde a tecnologia se misturava ao misticismo, o retrato de um passado distante e arcano onde a credulidade afiançava benefícios e onde a ciência lutava contra demônios.


– "Seja bem-vindo a minha casa – repetiu , entre livremente, regresse são e salvo e deixe aqui um pouco da felicidade que traz consigo.”
(pág. 22)

A impossibilidade de influenciar aquele que não se submete e o arsenal de superstições que fortalecem ou enfraquecem o sobrenatural são os expedientes de um mundo que vive cercado
pelas trevas.

Esse é o mundo onde vivemos e o mundo daquele que nos aterroriza, desafia e comanda:
DRÁCULA

Vamos falar um pouco da parte técnica do livro?
A capa, consoante ao espírito jornalístico do livro, exibe um fragmento de imagem com efeito halftone expondo algo como um pedaço de uma foto de jornal mesclado com um elemento caligráfico, unindo e ilustrando os elementos que compõem o livro: recortes de jornal, cartas e diários manuscritos.
O texto do livro foi composto em Sabon, desenho tipográfico de Jan Tschichold de 1964 baseado nos estudos de Claude Garamond e Jacques Sabon no século XVI, em corpo 11/15. Para títulos e destaques, foi utilizada a tipografia Frutiger, desenhada por Adrian Frutiger em 1975.
A impressão é em papel off-white. O livro possui 252 páginas divididas em 22 capítulos.

bram stocker
Sobre o autor:
Irlandês, funcionário público e amante de teatro, Bram Stoker (1847-1912) foi contemporâneo de outros grandes escritores como Oscar Wilde e Arthur Conan Doyle. Dedicou grande parte de sua vida à escrita de textos de terror. O reconhecimento público, porém, se deu apenas após seu falecimento, principalmente a partir da adaptação da história do conde Drácula para o teatro e, posteriormente, para o cinema.



27 comentários:

  1. Olá! Adorei saber mais sobre esse clássico. Com certeza quero ler...


    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabela
      Lê sim, com certeza você vai gostar!

      Excluir
  2. Bom dia Renata,

    É a primeira resenha que leio desse livro, já tinha vontade de lê-lo, agora ela só aumentou, clássico é clássico....parabéns....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marco
      Realmente você disse tudo... clássico é clássico :)

      Excluir
  3. Nunca li esse livro, mas essa resenha me deixou curiosa. ótima resenha.
    beijos!
    seforasilva.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sefora
      O livro é muito bom e para a minha surpresa ele é bem curtinho, tem 252 páginas,a leitura é bem rápida

      Excluir
  4. Amo livro nesse estilo *_*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bacana é que vamos lendo e lembrando o tempo todo do filme :D

      Excluir
  5. Não sou fã de livros sobre vampiros, mas Drácula é Drácula, né?! Clássico que nunca li! :(

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla
      Ele é bem curtinho e vale a pena ler ;)

      Excluir
  6. Infelizmente ainda não li esse clássico de Bram Stoker T-T mas encaixei-o no projeto clássicos lá do blog porque sempre fui louca pra ler!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda
      Que legal saber que você encaixou ele no projeto :)
      Depois quero ler a sua resenha e ver o que achou ;)

      Excluir
  7. Olá.
    Ainda não li nenhum livro clássico que se refere ao Drácula rs, mas pretendo, muito bem falado e me deixa curiosa, depois de sua resenha então...

    Adorei .
    Beijos
    Tamires C.
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamires
      Que bom que a resenha te deixou empolgada para ler o livro, ele é muito bom e ficamos o tempo todo lembrando das cenas do filme, que por sinal adoro!!

      Excluir
  8. Eu não li esse livro ainda, apesar de ter lido vários "genéricos" hehehee. Mas pretendo ler ainda.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você já leu genéricos e gostou, com certeza vai gostar do Drácula :)

      Excluir
  9. Já li o livro e algumas versões dele, amo vampiros e Drácula, como posso dizer...como não amar? *.*
    Adorei a resenha <3

    Beijinhos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vivi
      Temos o mesmo gosto, eu também adoro vampiros, principalmente esse Drácula de Bram Stoker

      Excluir
  10. Drácula foi uma de minhas leitura obrigatórias na faculdade, e o mais interessante é que depois de ler alguns livros sobre vampiros, à época ainda não tinha lido Àquele que deu origem e inspiração a todo o resto. Creio que esse livro seja uma leitura obrigatória, em especial para os fãs do gênero.
    Abraços
    Amanda Almeida

    Você é o que lê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda
      Você disse tudo, uma leitura obrigatória mesmo para quem curte o tema, eu adoro!!

      Excluir
  11. Apesar da popularidade, eu nunca tive muita curiosidade de ler Drácula. Mas quem sabe um dia eu mude de ideia e me aventure nas páginas dele.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marla,
      Sei que você gosta de romances e com certeza você deve gostar desse livro :)

      Excluir
  12. Otima resenha, apesar de gostar do Drácula, nunca li nada sobre, acho que preciso tomar vergonha na cara :D
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru
      A leitura dele é bem rápida e se você gosta de vampiros, você deve gostar dele sim.

      Excluir
  13. Eu nunca li esse livro,vergonho mesmo,como disse a Brubs.... Mas tenho muita vontade de ler...

    Bjsss

    Bianca

    ApaixonadasporLivros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia
      Você vai gostar da leitura:
      vampiro+romance = tudo de bom :D

      Excluir
  14. Rê definitivamente um clássico que todos deveriam ler!
    Adorei a resenha!

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir