sábado, maio 15, 2021

Resenha Literária – A Prisioneira do Tempo, Kate Morton

Título: A Prisioneira do Tempo
(The Clockmaker’s Daughter)
Autora: Kate Morton
Editora: Arqueiro
Compre aqui (afiliado Amazon) 

Sinopse: No verão de 1862, um grupo de jovens artistas liderado pelo talentoso e passional Edward Radcliffe segue para Birchwood Manor, uma bela casa de campo às margens do rio Tâmisa. O plano é passarem um mês isolados em uma aura de inspiração e criatividade. No entanto, ao fim do verão, uma mulher está morta e outra desaparecida, uma herança inestimável se perdeu, e a vida de Edward está arruinada. Mais de 150 anos depois, Elodie Winslow, uma arquivista de Londres, descobre uma bolsa de couro contendo dois itens aparentemente sem conexão: a fotografia de uma mulher de aparência impressionante, vestida em roupas vitorianas, e o caderno de desenho de um artista, que inclui o rascunho de uma grande casa à beira de um rio. Por que Birchwood Manor parece tão familiar a Elodie? E quem é a linda mulher na fotografia?

Banner Resenha A Prisioneira do tempo

Nem preciso dizer que essa sinopse me conquistou no primeiro instante!
Um mistério, uma mulher desaparecida e outra morta. 150 anos depois uma arquivista encontra uma bolsa com uma foto de uma bela mulher e um caderno de um artista com uma grande casa desenhada e estranhamente essa casa lhe parece familiar…

Pronto, fiquei com esse enredo na minha cabeça e precisei ler esse livro com urgência pra saber o que realmente aconteceu! Pois é, não sou nem um pouco curiosa, não né?

A história começa um pouco devagar, mas estranhamente somos chamados para dentro do enredo e, quando vemos, já estamos envolvidos com os personagens, seus mistérios, romances e tragédias. Viajamos através de tempo, em uma dança perfeita entre o passado e o presente que desliza pelas páginas de forma deliciosa.

Eloise Wisnlow trabalha em Londres como arquivista e durante um de seus dias de trabalho, nota uma caixa que ainda não foi catalogada. Dentro da caixa Eloise encontra um caderno de desenho e uma foto de uma mulher, tudo muito antigo. Mas o que lhe chama mais a atenção é uma das pinturas do caderno, que a faz lembrar de uma casa sobre a qual sua mãe contava histórias. Isso deixou Eloise muito intrigada e ela decide descobrir tudo o que puder, pois sente que muitos segredos envolvem aquele cenário.

foto-livro-tempo

Em 1862, Edward Radcliffe (o pintor do caderno de desenhos) resolve passar o verão em Birchwood Manor, uma casa de campo às margens do rio Tâmisa, com seus amigos artistas, sua irmã e sua musa inspiradora Lily, pois aquele seria o cenário perfeito para seus desenhos e pinturas. Tudo acaba se tornando um pesadelo quando uma mulher morre, outra desaparece sem deixar vestígios e uma joia simplesmente some!

Temos então o nosso enredo formado, e claro que Eloise vai procurar saber a fundo tudo o que aconteceu e que ligação ela tem com tudo isso.

Vamos acompanhando o desenvolvimento da história tanto no passado quanto no presente e como tudo pode ter acontecido. Durante a leitura, vamos criando teorias a partir do momento em que vamos explorando e descobrindo mais informações e isso é delicioso de se ler. Não tenha pressa nessa leitura, esse é um livro para ser apreciado com calma em seu desenrolar até as revelações finais.

Quem conhece Kate Morton, sabe que seus livros são um pouco longos, mas valem a pena ler, pois são repletos de amor, mistérios e segredos… Uma leitura que te instiga e ao mesmo tempo te diz para ir com calma, apreciar a vista e apreciar a leitura... Então sente e saboreie calmamente essa leitura.

Vamos falar um pouco da parte técnica do livro?
Na capa temos uma guirlanda de flores com o título e o nome da autora na parte de dentro. A diagramação interna é linda e muito bem cuidada. As páginas foram impressas em papel off-white, o que suaviza a leitura e não cansa os olhos. O livro possui 448 páginas.
Parabéns para a editora Arqueiro pelo trabalho encantador.

Capas estrangeiras:
A Prisioneira do Tempo 01   A Prisioneira do Tempo 02   A Prisioneira do Tempo 03   A Prisioneira do Tempo 04

page23Sobre a autora: Kate Morton é uma autora premiada e frequenta as listas de mais vendidos em todo o mundo. Seus livros venderam mais de 10 milhões de exemplares em 42 países, sendo traduzidos para 34 idiomas. Dela, a Editora Arqueiro publicou A casa do lago e O jardim esquecido. Criada nas montanhas de Queensland, na Austrália, Kate é formada em arte dramática e literatura inglesa, especializada em tragédias do século XIX e em romances góticos contemporâneos. Atualmente vive com o marido e os filhos em Londres.     


Book Trailer:

Arqueiro parceria

3 comentários:

  1. Ei, tudo bem? Eu achei a premissa da história super interessante, muitos mistérios e suspense assim, acaba chamando a atenção do leitor. Eu confesso que não sou muito fã desse tipo de livro, mas que bom que a leitura te agradou de maneira geral! Beijosss!


    Books House

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi
      Depois que pegamos o ritmo da história, não queremos mas largar :D

      Excluir
  2. Amei a sua resenha, sinceramente estava na dívida se lia ou não esse livro, agora com certeza vou ler!!
    Preciso saber tudo

    ResponderExcluir